Loading...

Translate

Loading...

Pages

14 de mar de 2013

SECRETARIA DE SEGURANÇA USA REMÉDIO PALIATIVO PARA RESOLVER DORES NA ALMA DA ADMINISTRAÇÃO CARCERÁRIA


As condições estruturais do prédio da atual 9ªDP no conjunto do Panatis não tem nenhuma condição de comportar mais presos, e população que reside próximo a 9ªDP temem por sua segurança.

Núcleo de Custódia será transferido para zona Norte de Natal

Publicação: 14 de Março de 2013 às 09:34
tamanho do texto A+ A-

Rafael Barbosa
Repórter

O Núcleo de Custódia da Polícia Civil será transferido para o prédio da 9ª DP, no conjunto Panatis, zona Norte de Natal. A delegacia vai permanecer funcionando no 1ª andar do prédio, mas o térreo foi adaptado para ser a nova instalação do Núcleo.
A diretora do Núcleo de Custódia, Tânia Pereira, está aguardando as determinações da Delegacia Geral para a mudança da unidade. No entanto, ela não sabe se vai permanecer no cargo. "Eu já pedi pra sair, mas é um processo complicado e pode ser que eu permanece à frente do Núcleo por mais um tempo. Por isso eu não sei até quando serei a diretora", explicou.

Segundo Tânia Pereira, o novo prédio tem três celas que comportam até no máximo 15 pessoas cada uma. "Esta estrutura vai nos possibilitar começar do zero", declarou.

Com relação à transferência dos presos que estão no atual prédio do Núcleo de Custódia, na Cidade da Esperança, zona Leste, a diretora afirmou que não sabe quando os homens serão levados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Candelária, na zona Sul.

O juiz Cícero Martins determinou na terça-feira (12) que a transferência deve ser realizada até o domingo (17). Atualmente, 83 detentos permanecem na única cela do prédio. Para não aumentar o número de presos na unidade, todos os presos em flagrante na noite desta quarta (13) e nesta madrugada permanecem detidos na Delegacia de Plantão Zona Norte, aguardando vaga no sistema penitenciário. Na manhã desta quinta (14), 14 homens estavam encarcerados no local.

0 comentários:

POEMAS DE BETO NAZÁRIO (VIVA, MIL VEZES VIVAM)

Um viva aqueles
que indigestos são seus nomes
a mesa de quem nos governam
um viva aqueles sem nome
um viva aqueles que mesmo farto
morrem de fome.

Fome de justiça,
fome de quem não come,
fome do homem
fome da mulher
Fome mesmo daqueles que não quer.

Dos que fingem estar morto,
torto...
mais torto de desgosto
um viva aqueles
um viva literalmente pra eles.

Mais quando expressar-se "VIVA...",
digamos um viva aos mortos
e aos vivos.
pois dos mortos,
tiramos o néctar da flor,
sim aquela flor do amor
QUE MESMO FRÁGIL,
suporta o mal,
e sacoleja o mundo.

E quando abalados pelos caprichos,
que ousam bater em nossas portas.
gritamos viva aos desalentos,
gritamos viva ao descontentamento,
que diante do vento,
visto que certamente
mudará o caprichoso tempo,
e ecoará mais uma vez o NOSSO VIVA.
VIVA...
MIL VEZES VIVAM...


Beto Nazário.

POR ONDE ANDA MEU PÁSSARO

Hoje enquanto dormia
sonhava
que de passos leves caminhava
quando de longe
um grande pássaro
me acompanhava.

E nas batidas de suas asas
simbolizavam
ilusões e angústias
maquiavelicamente incomodava.

Como sem nada
esse pássaro
derrepentemente
volta-se ao sol
e um açoite
ecoa no ar.

O encarnado passou a desbotar
os homens com telhados de vidros
com famintos interesses
negam-se a amar
negam-se a compartilhar.

E nas batidas das asas
do grande pássaro
me vi leve e confuso
através do seu voar
que mesmo junto
no arco-íris,
daltônico...
tive que me acostumar
é solitário o caminhar.

Vai amigo pássaro
e voa para bem longe
e quem sabe um dia
um dia quem sabe
poderemos nos encontrar.

E nas batidas de tuas asas
torna-ciei forte
o velho encarnado
como o azul do MAR.

"E TODOS OS ESTILINGUES VIRARAM SUTIS VIDRAÇAS."




Beto Nazário.

MULHER NORDESTINA HEROÍNA DESDE MENINA

Mulher

A Mulher Nordestina
heroína desde menina
apregada a mainha
como quem não quer nada
abnegada,
aprende a lidar
lidar com a vida,
com a vida lidar.

No entardecer do dia
bem mais tarde do que podia
aniquilada, mais não menos forte
à sorte fica a indagar
se um dia antes de morrer
como uma criança
vai poder brincar.

Nasce já como adulta
criada na labuta
o labor..é seu maior amor

Desperta muito cedim
cantando como um passarim
olê mulher rendeira
olê mulher rendar,
será que um dia
antes de morrer
como uma criança
vou poder brincar?

A mulher Nordestina
é mesmo uma heroína
desde de menina.

Nasce como uma planta
morre como uma flor
sem pétalas, sem rimas
dar seus frutos ao mundo
mais não desatina.

A Mulher Nordestina
desde de menina
é incansávelmente
uma verdadeira heroína...

Beto NazÁrio