Loading...

Translate

Loading...

Pages

19 de jul de 2013

MAURÍLIO O MAQUEIRO É SÓ MAIS UM, MUITO TRABALHO, EMPENHO E NENHUM RECONHECIMENTO

Maurílio o Maqueiro
Quem de nós, grandes ou pequenos desportistas do RN nunca ouviu falar de Marílhio o maqueiro? Marílhio é o mais antigo, para não dizermos o mais velho de nossos maqueiros aqui do RN e ex-funcionário da (FNF) Federação Norte-rio-grandense de Futebol.



Maqueiro para quem não conhece é uma profissão da maior importância dentro do futebol, ele é o que garante aos jogadores quando machucados um atendimento mais rápido e preciso dentro das 4 linhas, e Maurílhio era esse que desempenhava seu trabalho com muito profissionalismo, teve até a oportunidade de carregar algumas figuras milenares do futebol Brasileiro porque não dizer mundial como: “Garrincha” ex-jogador do Botafogo/RJ durante uma partida comemorativa onde jogou pelo Alecrim fc/RN contra o Sport de Recife no estádio Juvenal Lamartine em 1968, carregou também em sua maca Marinho Chagas ( a bruxa assim conhecido do mundo inteiro) o renomado lateral esquerdo do ABC FC e da seleção Brasileira durante a copa de 1974 e tantos outros jogadores importantes de história futebolística.

Hoje, por ironia do destino, depois de prestar relevante serviço ao esporte de nosso Estado por longos e cansativos anos, Maurílhio o maqueiro passa por momentos difíceis em sua vida, ao invés de gozar de uma aposentadoria tranquila com direitos e garantias previstas no "artigo 5º de nossa constituição" onde afirma categoricamente "que todos são iguais perante a lei", todavia com 68 anos de idade se encontra cego e com muita dificuldade de se locomover, privando-se até de uma condição básica que são as 3 refeições diárias, alimentação inerente a vida de qualquer ser-humano, sem falar na falta de uma Saúde de Qualidade, que para muitos em nosso país se tornou uma frustrante Utopia.

Por falta de familiares que o ajude hoje vive ao DEUS dará, sem nenhuma perspectiva de vida. É, por mais que pensamos e analisemos nossas vidas, nenhum de nós tem a garantia de um futuro promissor, sem nenhuma dificuldade, e ver o amigo Maurílhio hoje na situação que se encontra nos traz a certeza que o futuro literalmente é incerto e duvidoso.

A própria bíblia nos diz com os ensinamentos do nosso senhor Jesus Cristo: “Ajudar sem olhar a quem”.

É meus irmãos, os dias que virão são obscuros e incertos, e aqueles que agonizam nas longas esperas por singelo favor nos pedem uma ação mais rápida e enérgica, porque por mais que entendamos o que se passa com o nosso próximo, toda teoria é distante do real e é só no sofrimento que nos é ensinado a dor da precisão e o valor da caridade.


Beto Nazário.

0 comentários:

POEMAS DE BETO NAZÁRIO (VIVA, MIL VEZES VIVAM)

Um viva aqueles
que indigestos são seus nomes
a mesa de quem nos governam
um viva aqueles sem nome
um viva aqueles que mesmo farto
morrem de fome.

Fome de justiça,
fome de quem não come,
fome do homem
fome da mulher
Fome mesmo daqueles que não quer.

Dos que fingem estar morto,
torto...
mais torto de desgosto
um viva aqueles
um viva literalmente pra eles.

Mais quando expressar-se "VIVA...",
digamos um viva aos mortos
e aos vivos.
pois dos mortos,
tiramos o néctar da flor,
sim aquela flor do amor
QUE MESMO FRÁGIL,
suporta o mal,
e sacoleja o mundo.

E quando abalados pelos caprichos,
que ousam bater em nossas portas.
gritamos viva aos desalentos,
gritamos viva ao descontentamento,
que diante do vento,
visto que certamente
mudará o caprichoso tempo,
e ecoará mais uma vez o NOSSO VIVA.
VIVA...
MIL VEZES VIVAM...


Beto Nazário.

POR ONDE ANDA MEU PÁSSARO

Hoje enquanto dormia
sonhava
que de passos leves caminhava
quando de longe
um grande pássaro
me acompanhava.

E nas batidas de suas asas
simbolizavam
ilusões e angústias
maquiavelicamente incomodava.

Como sem nada
esse pássaro
derrepentemente
volta-se ao sol
e um açoite
ecoa no ar.

O encarnado passou a desbotar
os homens com telhados de vidros
com famintos interesses
negam-se a amar
negam-se a compartilhar.

E nas batidas das asas
do grande pássaro
me vi leve e confuso
através do seu voar
que mesmo junto
no arco-íris,
daltônico...
tive que me acostumar
é solitário o caminhar.

Vai amigo pássaro
e voa para bem longe
e quem sabe um dia
um dia quem sabe
poderemos nos encontrar.

E nas batidas de tuas asas
torna-ciei forte
o velho encarnado
como o azul do MAR.

"E TODOS OS ESTILINGUES VIRARAM SUTIS VIDRAÇAS."




Beto Nazário.

MULHER NORDESTINA HEROÍNA DESDE MENINA

Mulher

A Mulher Nordestina
heroína desde menina
apregada a mainha
como quem não quer nada
abnegada,
aprende a lidar
lidar com a vida,
com a vida lidar.

No entardecer do dia
bem mais tarde do que podia
aniquilada, mais não menos forte
à sorte fica a indagar
se um dia antes de morrer
como uma criança
vai poder brincar.

Nasce já como adulta
criada na labuta
o labor..é seu maior amor

Desperta muito cedim
cantando como um passarim
olê mulher rendeira
olê mulher rendar,
será que um dia
antes de morrer
como uma criança
vou poder brincar?

A mulher Nordestina
é mesmo uma heroína
desde de menina.

Nasce como uma planta
morre como uma flor
sem pétalas, sem rimas
dar seus frutos ao mundo
mais não desatina.

A Mulher Nordestina
desde de menina
é incansávelmente
uma verdadeira heroína...

Beto NazÁrio