Loading...

Translate

Loading...

Pages

12 de ago de 2013

ACS PM/RN NA DEFESA CONSTANTE DE SEUS POLÍCIAIS

Notícias > Jurídico da ACSPMRN visita policiais acusados

Notícias

Acs PM RN

07/08/2013 - Jurídico da ACSPMRN visita policiais acusados

   Um dia após comemorar a absolvição dos associados envolvidos na operação “Batalhão Mall”, o núcleo jurídico da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do RN, juntamente com presidente da entidade, Soldado Roberto, foram hoje à tarde no presídio militar localizado no Batalhão de Operações Policiais Especiais – BOPE, para visitarem os policiais militares acusados de suposta participação em um grupo de extermínio.
   Estiveram presentes na visita representando o núcleo jurídico da entidade os advogados doutor Paulo César, doutor Lúcio Oliveira, doutor Jonas Cortez, além do diretor jurídico da ACSPMRN sargento Miguel, os quais aproveitaram para se inteirar dos fatos junto aos militares acusados, em especial, dos associados que serão defendidos pela entidade.
   O entendimento do presidente da ACSPMRN é que “se houve uma força tarefa para prender os policiais militares, seria necessária também uma força tarefa para empreender a defesa dos acusados”, e por isso, deslocou três advogados criminalistas para acompanharem o caso de seus associados.
   Apesar da receptividade da guarda do presídio, um ponto que chamou a atenção da diretoria da entidade e dos advogados foi a dificuldade de se ter acesso aos presos que se encontravam encarcerados e o rigor na segurança existente no local, haja vista que chegou a ser exigidas procurações dos advogados para terem contato com os seus clientes, o que só foi possível no horário de visitas dos presos.
   A primeira providência dos advogados da ACSPMRN será ter acesso ao processo para verificar o que realmente existe de concreto contra os militares acusados, para em seguida pleitear a liberdade dos seus associados representados e os esclarecimentos dos fatos listados no processo.
NOTA DO SITE: O princípio da presunção da inocência (ou princípio da não-culpabilidade, segundo parte da doutrina jurídica) é um princípio jurídico de ordem constitucional, aplicado ao direito penal, que estabelece o estado de inocência como regra em relação ao acusado da prática de infração penal.
Compartilhe esta matéria!

0 comentários:

POEMAS DE BETO NAZÁRIO (VIVA, MIL VEZES VIVAM)

Um viva aqueles
que indigestos são seus nomes
a mesa de quem nos governam
um viva aqueles sem nome
um viva aqueles que mesmo farto
morrem de fome.

Fome de justiça,
fome de quem não come,
fome do homem
fome da mulher
Fome mesmo daqueles que não quer.

Dos que fingem estar morto,
torto...
mais torto de desgosto
um viva aqueles
um viva literalmente pra eles.

Mais quando expressar-se "VIVA...",
digamos um viva aos mortos
e aos vivos.
pois dos mortos,
tiramos o néctar da flor,
sim aquela flor do amor
QUE MESMO FRÁGIL,
suporta o mal,
e sacoleja o mundo.

E quando abalados pelos caprichos,
que ousam bater em nossas portas.
gritamos viva aos desalentos,
gritamos viva ao descontentamento,
que diante do vento,
visto que certamente
mudará o caprichoso tempo,
e ecoará mais uma vez o NOSSO VIVA.
VIVA...
MIL VEZES VIVAM...


Beto Nazário.

POR ONDE ANDA MEU PÁSSARO

Hoje enquanto dormia
sonhava
que de passos leves caminhava
quando de longe
um grande pássaro
me acompanhava.

E nas batidas de suas asas
simbolizavam
ilusões e angústias
maquiavelicamente incomodava.

Como sem nada
esse pássaro
derrepentemente
volta-se ao sol
e um açoite
ecoa no ar.

O encarnado passou a desbotar
os homens com telhados de vidros
com famintos interesses
negam-se a amar
negam-se a compartilhar.

E nas batidas das asas
do grande pássaro
me vi leve e confuso
através do seu voar
que mesmo junto
no arco-íris,
daltônico...
tive que me acostumar
é solitário o caminhar.

Vai amigo pássaro
e voa para bem longe
e quem sabe um dia
um dia quem sabe
poderemos nos encontrar.

E nas batidas de tuas asas
torna-ciei forte
o velho encarnado
como o azul do MAR.

"E TODOS OS ESTILINGUES VIRARAM SUTIS VIDRAÇAS."




Beto Nazário.

MULHER NORDESTINA HEROÍNA DESDE MENINA

Mulher

A Mulher Nordestina
heroína desde menina
apregada a mainha
como quem não quer nada
abnegada,
aprende a lidar
lidar com a vida,
com a vida lidar.

No entardecer do dia
bem mais tarde do que podia
aniquilada, mais não menos forte
à sorte fica a indagar
se um dia antes de morrer
como uma criança
vai poder brincar.

Nasce já como adulta
criada na labuta
o labor..é seu maior amor

Desperta muito cedim
cantando como um passarim
olê mulher rendeira
olê mulher rendar,
será que um dia
antes de morrer
como uma criança
vou poder brincar?

A mulher Nordestina
é mesmo uma heroína
desde de menina.

Nasce como uma planta
morre como uma flor
sem pétalas, sem rimas
dar seus frutos ao mundo
mais não desatina.

A Mulher Nordestina
desde de menina
é incansávelmente
uma verdadeira heroína...

Beto NazÁrio