Loading...

Translate

Loading...

Pages

19 de jan de 2015

A "FOMUP/RN" FORUM DE MULHERES DE PRAÇAS DA PM/RN SAEM AS RUAS E PEDEM SOCORRO EM NOME DE SEUS COMPANHEIROS POLICIAIS MILITARES

Agora o Estado é quem pede socorro...

 

Depois de pararem o transito em plena av.Salgado filho esposas e filhos de policiais militares pedem socorro
Filhos de policiais militares pedem pela segurança de seus pais
Analisemos esse manifesto da "FOMUP/RN" Forum de mulheres de praças da PM/RN acontecido em frente ao shopping Mid Way numa de nossas principais avenidas Salgado Filho com Bernardo Vieira. Tratavam-se de Esposas, de Filhos de Pais de Policiais Militares pedindo pela segurança dos mesmos numa tentativa de deixar claro que hoje a violência rompeu todas as barreiras sociais.

Essas mulheres da FOMUP/RN por inúmeras vezes realizaram trabalhos de conscientização junto a sociedade tentando alertar sobre o perigo eminente que seus companheiros Pm's estão sendo submetidos no dia a dia e que infelizmente o Estado em sua inércia vem colaborando.

Desde cedo nos é facultado a ideia de renunciarmos a própria defesa seja moral ou social, tendo em vista a nossa Constituição Federal nos "garantirem" esse amparo, onde todavia tal proteção a nós depositada enquanto cidadãos nos serão garantidas única e exclusiva pelo Estado.

Enfim, observem ao ponto que chegamos estamos indo na contramão do assegurado, nos deparamos com uma sociedade aterrorizada desesperada pedindo  publicamente pela proteção de seus  Policiais Militares (Estado) depois do quadro alarmante de atentados contra esses servidores.

Sem dúvidas, diante do exposto vergonhosamente nos deparamos com uma inversão grotesca de valores, uma vez que não se podem pedir proteção para aqueles que constitucionalmente foram incumbidos de nos protegerem dar-nos a liberdade e a segurança previstas em leis intituladas de garantias fundamentais.

Cabe ao Estado reagir diante dessa crescente violência, visto que, não são só os filhos que ficaram órfãos, esposas viúvas e os pais sem sua prole,  pois é  atingida literalmente a supremacia do Estado de direito que sem nenhuma dúvida se inverteram os papeis e a ordem pública ficará desmoralizada.

Não podemos medir a importância da vida de alguém pela classe social ou função que exerce, pois nossa constituição abomina qualquer distinção, pois a vida é defendida em sua grandeza perante as leis dos homens e acima de tudo das leis de DEUS.

Beto Nazário
 
Tenho dito,
 

16 de jan de 2015

ACS PM/RN VER COMO POSITIVA A PRIMEIRA REUNIÃO DO NOVO COMANDANTE DA PM/RN COM AS ASSOCIAÇÕES REPRESENTATIVAS DE PRAÇAS

ACS PM/RN AFIRMA: 

O DIÁLOGO É O MELHOR CAMINHO PARA CHEGARMOS A UM DENOMINADOR COMUM.

O Presidente Roberto Campos da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar (ACS PM/RN) viu como positiva a reunião junto ao novo comando da PM/RN Cel.PM Ãngelo Dantas, uma vez que segundo o mesmo foi uma oportunidade única de mostrarmos nossas demandas ao novo Comandante que se mostrou bastante otimista com relação ao diálogo junto as entidades. 

Roberto Campos:
"Mostramos nossas demandas para 2015: O devido enquadramento dos níveis (Lei 463/12); o cumprimento integral da reposição do subsídio (Lei 514/14); a remuneração de acordo com o posto e graduação; atualização da Lei da Diária Operacional; a continuidade dos cursos visando o cumprimento da Lei de Promoção de Praças (Lei 515/14) e a criação imediata do Código de Ética. Reafirmamos o nosso compromisso com a tropa e conversaremos sempre que for necessário, pois acredito no diálogo para buscarmos melhorias para nossa tropa Policial e bombeiros Militar.

Diante do exposto o comandante Cel. ãngelo Dantas afirmou positivamnete quanto as demandas apresentadas, e frisou a reforma do estatudo da Polícia Militar e descentralização dos cursos de nivelamento atendendo também o apelo de companheiros policiais militares do interior.

A ACS PM/RN e todas outras entidades representativas de praças já mostraram que a união fizeram e faz a diferença em qualquer reinvidicação.


"Aquele que foge do diálogo passa a fugir de se mesmo..."

Beto Nazário


Tenho dito.













14 de jan de 2015

O MILITARISMO PARA UMA PM/BM QUE LIDA COM O SOCIAL SERIA UMA POSTURA ULTRAPASSADA?

QUANDO NÃO SE MEDEM O VALOR DA INTERAÇÃO SOCIAL CRIAMOS UM SISTEMA DE GATOS E RATOS .

Beto Nazário                      

As Polícias e Bombeiros tem que ser Militares ?  Para que?   Porque?


Marcha soldados...
- Não falo com civil louco...

Qual o sentido da postura militar na PM/BM para o convívio junto a sociedade civil? 






Porque se insiste tanto numa postura militar para PM e o Bombeiros militar?  Uma vez que, já foi banida da mente da população qualquer situação que mencione o Regime Militar.

Todas essas perguntas são indagadas diariamente ao nosso sistema, pois nossas Polícias e Bombeiros em suas academias ainda são doutrinadas, treinadas dentro de uma óptica  militar mesmo indo de encontro a opinião geral de toda uma sociedade. 

SEGURANÇA Aprovada na última Conferência Nacional de Direitos Humanos, proposta que pede o fim da vinculação das polícias militares às Forças Armadas vem recebendo o apoio de diversas organizações


Sociedade prejudicada 


A ligação das polícias às Forças Armadas tem raízes bem antigas, mas foi durante a ditadura civil-militar, em 1964, que essa vinculação se estreitou, derrubando ideias que pretendiam desmilitarizar de vez a polícia, como um projeto do então governador de São Paulo Jânio Quadros, na década de 1950. 


O Estado chegou, inclusive, a manter por alguns meses uma comissão na Inglaterra para estudar a organização da polícia inglesa, a fim de instaurar, em São Paulo, uma polícia única e civil, com um segmento uniformizado que realizaria o trabalho nas ruas. “Essa foi uma ideia que não prosperou porque depois veio o golpe, que acabou com a Força Pública e com a Guarda Civil e criou a Polícia Militar. Então, ficou a Polícia Militar e a Civil”, recorda o jurista Hélio Bicudo. 




As más condições dada aos Policiais e Bombeiros Militares para que se cumpram sua missão impossibilita a aproximação junto a comunidade, visto que seus próprios direitos como cidadão são ceifados grosseiramente, tendo em vista serem tratados de forma desumana dentro dos quartéis com alimentação de péssima qualidade, falta de um acompanhamento e amparo psicossocial com uma carga horária excessiva de trabalho e outros direitos trabalhistas que não existem para esses guerreiros.


HUMILHAÇÃO

Esse treinamento, que conjuga fortes regras hierárquicas e um tratamento repressor, muitas vezes humilhante, resulta, na opinião do jurista e integrante da comissão nacional de direitos humanos Hélio Pereira Bicudo em mais vítimas de ambos os lados.





Para se ter uma Polícia/BM cidadã temos que no mínimo passar a estabelecer junto a seus colaboradores um tratamento humanizado que se respeite o homem e garanta acima de tudo seus direitos, assim teremos por consequência uma sociedade mais amparada e bem guarnecida, visto que, fora desse contexto teremos apenas um emaranhado de homens e mulheres fardados vítimas de um sistema cruel e desumano.


QUANDO NÃO SE MEDEM O VALOR DA INTERAÇÃO SOCIAL CRIAMOS UM SISTEMA DE GATOS E RATOS .


Beto Nazário 






Tenho dito.










13 de jan de 2015

A CARNE MAIS BARATA DO MERCADO É A CARNE NEGRA

Não podemos entender, até que ponto a morte coletiva ou individual comove a humanidade?


Foi visto por todo mundo a poucos dias um ato de terrorismo que ultrajou a liberdade e o direito a vida.

Na quarta-feira (7), por volta de 11h30 (8h30, no horário de Brasília), dois homens  aos gritos de "Allah akbar" (Alá é grande) vestidos de preto, encapuzados e armados com fuzis automáticos abrem fogo na redação de "Charlie Hebdo" um dos mais importantes Jornal da França. aos gritos de "Allah akbar" (Alá é grande).

"Reações comovidas tomam conta do mundo inteiro, com o lema "Je suis Charlie" (Sou Charlie) espalhado nas ruas e nas redes sociais, bem como homenagens de chargistas em todo o mundo por meio de desenhos. Durante a noite, mais de cem mil pessoas manifestam na França e várias outras se reúnem em outras cidades do mundo, inclusive no Brasil, no Rio de Janeiro e em São Paulo".

Enfim, todas as pessoas ocupantes existentes em um mundo pseudo civilizado deve sim repudiar qualquer tipo de manifestação sejam elas de Governos ou organizações terroristas que venham a atentar contra a dignidade humana, que não respeitem, que não demostrem zelo a liberdade de expressão e a diversidade cultural de um povo. 

O que houve foi imoral uma afronta aos bons costumes e ao bem maior "a vida", mas creio que não seja só em Paris que acontecera tais fatos horripilantes, o mundo está se acabando em sangue e ninguém se reúne para protestar a respeito.

Na África, em lugares indefinidos, assassinos fazem da morte um manifesto solidário a todos.

E porque em pleno terceiro milênio em plena era cibernética absolutamente ninguém faz nada para mudar essa triste rotina onde nossos irmãos africanos e outros povos mundo a fora são submetidos a centenas de anos?

Cinco dias antes do atentado ao jornal  Charlie Hebdo na França moradores da pequena cidade de Baga no nordeste da Nigéria, quase na fronteira com Chade crianças jovens e idosos foram atrucidados mortos covardemente sem nenhuma clemencia por assassinos denominados de combatentes do Boko Haram.

Não houve chefes de Estados entrelaçando seus braços e ninguém marchou em solidariedade por eles nas ruas de alguma capital do mundo – de fato, muitas pessoas mal ficaram sabendo da tragédia nigeriana, ocorrida dias antes dos assassinatos na França. Isso aconteceu há dez dias e muitos dos corpos continuam estirados no local onde tombaram. As mortes estimadas pelas autoridades do país podem passar de duas mil – um sobrevivente afirma que não conseguiu andar por cinco quilômetros sem pisar em algum cadáver.



No domingo (11), diversos líderes africanos voaram para Paris a fim de participar da marcha pela liberdade de expressão e contra o terrorismo, apesar de muitos não terem conseguido sair na foto principal. Não noticiou-se nenhuma prestação de condolência por parte deles em relação à tragédia que ocorreu em seu próprio continente – na realidade, nem mesmo o presidente do país, Goodluck Jonathan, se pronunciou sobre o massacre em Baga.

Morte de 800 mil pessoas em Ruanda, em 1994, e de mais de 6 mil vítimas do vírus ebola, em 2014, por diversos países na África Ocidental – antes que o Ocidente começasse a se indignar com as tragédias –, o editor do jornal The Namibian, Wonder Guchu, tirou apenas uma conclusão: “É solitário morrer na África”


Ser Negro e Pobre , num mundo voltado plenamente a interesses econômicos, vergonhosamente, desde o nascituro, já se nascem condenados por crimes que não são seus, tem desdenhada sua existência,  e suas lágrimas de sofrimento, um dia inundará o mundo de remorsos por não ter feito nada para amenizá-las. Num mundo onde a cor e a condição social dar a conotação dos fatos, a carne mais barata do mercado é a carne negra.



Beto Nazário



Âme n'a pas de couleur, je suis aussi en noir
  
Alma não tem cor, por isso também sou negro.





Tenho dito,











12 de jan de 2015

A ACS PM/RN FAZENDO PELO SEU SÓCIO O QUE POUCAS OUTRAS FAZEM

Depois de muito ouvirmos falar na ACS PM/RNBLOQUEIXAS POPULAR  foi até sua sede social, para constatar de perto que não só de luta por melhorias salarial, plano de carreira e a defesa de sua categoria vive essa entidade.

Sua administração na pessoa do Presidente Roberto Campos,  tem se mostrado um exemplo na forma inovadora de conduzir as melhorias para seus Sócios, uma vez que estabeleceu junto a seu corpo de colaboradores um elo de aproximação não muito convencional entre as demais, já que na prática muitas são as outras que só  apresentam a seus sócios a chamada "Prestação trivial" essas sem muitas novidades.

Como temos observado, essa entidade  tem  se mostrado muito preocupada não só com o dia a dia profissional de seus associados, mas também com a vida social e familiar. 

O Presidente Roberto Campos diferente de outros, em entrevista ao Bloqueixas mostrou um perfil de um homem bastante preocupado:

Roberto Campos:
- Estou a frente da ACS PM/RN como Presidente a pouco mais de dois anos(2), e vejo que nossos associados não só precisam de movimentos reivindicatórios, pois os mesmos padecem de Laser e outros fatores indispensáveis para o exercício de suas funções como um apoio psicossocial. Toda a tropa vive hoje no limite de suas funções, e o que depender da nossa   administração ajudaremos faremos muito mais por eles. Criamos em nossa sede administrativa um Núcleo de Assistência Social em uma sala clinicamente planejada  para melhor atendermos nossos sócios, para tal contratamos profissionais capacitados na área de psiquiatria, psicologia e clinica médica, como a Psiquiatra Dra Deyse Reis que atende quinzenalmente nos sábados o dia todo, um Psicólogo Dr Robson Henrique atendendo todas as semanas nas quartas feiras manhã e tarde.

Hoje temos uma demanda de mais de cinquenta (50) atendimentos semanais e devemos salientar que essa prestação de serviço nem o próprio Estado(Governo) disponibiliza a seus colaboradores Policiais Militares.


Para completar esse ciclo de benefícios a saúde de seus associados   também disponibilizam um Clinico GeralDr. Edivaldo Nascimento que atende na sede social nas quintas feiras a tarde.

Poderíamos ter ficado por dias na ACS enumerando os benefícios que são disponibilizados para o conforto de seus associados, sem falar numa cobertura Jurídica com plantão 24 hs atendendo pelo nº 8846-4080 e  atendimentos nas áreas Cível, Penal e Tributária, ainda disponibilizando serviços de Odontologia, e ainda uma Sede própria de laser muito bem situada em Pium, área nobre em expansão na grande Natal.

É público e notório que pouquíssimas associações se encaixam no perfil admirável dessa entidade representativa de praças, pois os mesmos trazem em sua missão o bem estar de seus sócios de forma única e exclusiva.

Diante de tudo que observamos nada mais nos restam a não ser parabenizarmos a iniciativa grandiosa do Presidente Roberto Campos e sua diretoria.


Tenho dito,


Beto Nazário

6 de jan de 2015

MEU NEGRO TEM OLHOS AZUIS



 Mas...,

       Verdade, são tantos os Negros marginalizados discriminados em toda parte, por todos os cantos e recantos do Mundo que a muito nos exigem uma postura mais agressiva ao assunto. 

         Mais me digam Marginalizados por quem? 
    A carapuça cabe ha tanta gente que fica praticamente impossível apontar um culpado, pois são tantos os Negros que nos abordam nas ruas vítimas de nós mesmos que a dúvida passa a ser tamanha que esquecemos de que lado estamos. 
         Desdenhamos sua presença, sempre os tornamos invisíveis num contexto já estabelecido e encrostado.                         
      Creio que Indagar-se é o melhor caminho para tentarmos amenizar tais preconceitos.
           Estamos de qual lado?  
           Defendemos a quem?  
                    
       

Não são só os nossos negros discriminados, negros, eles estão em toda parte, tem nomes não tem lado, tem escolhas, eles tem os mesmos sentimentos e angústia que aparentemente afirmamos defender. Na verdade nossos negros não são afrodescendentes de escravos por vontade, eles descendem de uma Raça Humana escravizada a ferro e fogo.


A dignidade ela é um direito irrenunciável estabelecido constitucionalmente a todo ser humano sem distinção de credo, raça ou religião, mais mesmo assim, todos nós incoerentemente escolhemos quais os negros a defendermos, uma vez que fora do nosso contexto, todos aqueles que estiverem do outro lado de nossa medíocre e ferrenha opinião serão os negros morenos. 
                    




 Agimos sempre na conveniência, somos o que falamos de começo meio e fim de qualquer discriminação. Agimos como tal temos embutida uma ideologia preconceituosa como um espinho prestes a aflorar numa visão meramente egoísta. Infelizmente a ignomínia é nossa, todavia somos tão preconceituosos quanto aqueles que mostram ter "PRECONCEITO", mas pelo menos eles mostram não se escondem numa roupagem covarde como lobos em peles de cordeiros.





("...Não é só a cor que eles enojadamente discriminam...")

De que lado estamos amigos? 

Nossos Negros tem olhos azuis?

Tenho Dito,

Beto Nazário
#ContraRACISMO

5 de jan de 2015

folclores e samba num beco de bamba


É SÓ NO BECO DA LAMA QUE O SEM SAÍDA É BEM ALÍ...

Estava no beco, 
num beco sem saída,
mas na verdade não queria sair. Queria mesmo ficar
aproveitar tudo ali
E ver a lama do beco.




- O beco tem lama?
- Você não viu?

A lama é o que nos inflama
é a poesia que se declama
São os Ébrios que amam
envolvidos pelo doce da palavra declamada
É um beco de versos e prosas.

Se vocês não sabem...
encontrei no beco a rosa,
a rosa que se diz prosa
que se finge morta
para não roubarem seu cheiro


Quero cheira-la
sentir seu aveludado aroma
E depois de bêbado 
quase em coma 
O êxtase do prazer
se fazer constante
predominante...






O beco tem Lama e você não viu?


Tenho Dito,


Beto Nazário





4 de jan de 2015

Figuras FolclÓricas de nossa cidade NATAL-RN

A muito ele se foi, mais quem de nós não se lembra de André o Rabequeiro? Que animavam-nos quando crianças nas ruas do centro da cidade com sua Rabeca encantada tocando modinhas de carnaval e musicas folclóricas para a alegria de todos. 

Mais como é de praxe em nossos Governos nossos Artistas sem nenhuma intenção nem tão pouco pretensão se tornara invisíveis e esquecíveis com o passar dos tempos e André Rabequeiro ficara só na lembrança de criança de nós adultos.


ANDRÉ E A RABECA QUE ENCANTAVA HOMENS E MENINOS


André, nosso velho e rabequeiro André, 
Passou a vida a tocar sua tristeza 
Pois poucas vezes o via sorrir, 

Mas sua rabeca sorria por ele,
Nas canções de alegrias sem o perceber André sorria,
Sorria quase parecendo se ferir,
Pois alegrava aqueles que tinham o porque sorrir...

Quando criança muitas vezes o vi tocar
Meus olhos paravam em seu semblante de tocador viajante
Porque pra mim André não tinha família, não tinha casa
Era como se fosse um passarinho que cantava após sair do ninho
André nos alegrava,
E nós meninos empolgados dançávamos
Embalados pelas lindas músicas de André.

Hoje as ruas do centro da cidade
Os meninos perambulam,
Transeuntes passam 
Com os olhares atentos a procura de André
A procura da mais harmônica melodia
As calçadas reduto dos shows de André,
Tornaram-se mais largas,
Deixaram de ser palcos
Para se tornarem na verdade simples calçadas.

Mais André partiu,
Tal qual como apareceu,
Sem rastos,
Sem sons,
Sem nenhuma melodia em seu nome
Sua rabeca silenciosamente foi-se indo...
E como num encanto
Desencantado André se foi...

Tenho dito,

Beto Nazário








FIGURAS FOLCLÓRICAS DE NOSSA CIDADE NATAL-RN

SIMPLESMENTE GARDÊNIA

Figura massa, aculturada para alguns e celebridade para outros do centro da cidade.
Confundia-se naturalmente com a beleza dos becos e o talento dos boêmios.
Figura efêmera cuja beleza foi para poucos,
mas sua gentileza foi para muitos,
Por ser gentil muitas vezes confundida era destratada,
pois Gardênia era um emaranhado de Plebeia com um toque gracioso de uma Princesa,
Sempre muito simples esquecia-se de ser vaidosa,
Onde outrora as princesas mantinham a pose, Gardênia preferia seus amigos.
Junto aos bebuns encontrava seu eu,
eles a entendia, 
e na sua melodia Gardênia Lucia bailava 
deslizava aplaudida por seus inlúcidos amigos
E entre os becos das lamas
Ela virou seu centro,
Derramou seu pranto,
Esqueceu do manto que a cobria,
E com o frio da noite dormiu,
E nunca mais foi vista,
Passando a ser a foto narcisista
Dos que se amam apenas pela vontade de amar...
Assim foi-se-indo  Gardênia Lucia
Linda amada equivocada mais decidida a ser feliz...



Tenho dito,


Beto Nazário



POEMAS DE BETO NAZÁRIO (VIVA, MIL VEZES VIVAM)

Um viva aqueles
que indigestos são seus nomes
a mesa de quem nos governam
um viva aqueles sem nome
um viva aqueles que mesmo farto
morrem de fome.

Fome de justiça,
fome de quem não come,
fome do homem
fome da mulher
Fome mesmo daqueles que não quer.

Dos que fingem estar morto,
torto...
mais torto de desgosto
um viva aqueles
um viva literalmente pra eles.

Mais quando expressar-se "VIVA...",
digamos um viva aos mortos
e aos vivos.
pois dos mortos,
tiramos o néctar da flor,
sim aquela flor do amor
QUE MESMO FRÁGIL,
suporta o mal,
e sacoleja o mundo.

E quando abalados pelos caprichos,
que ousam bater em nossas portas.
gritamos viva aos desalentos,
gritamos viva ao descontentamento,
que diante do vento,
visto que certamente
mudará o caprichoso tempo,
e ecoará mais uma vez o NOSSO VIVA.
VIVA...
MIL VEZES VIVAM...


Beto Nazário.

POR ONDE ANDA MEU PÁSSARO

Hoje enquanto dormia
sonhava
que de passos leves caminhava
quando de longe
um grande pássaro
me acompanhava.

E nas batidas de suas asas
simbolizavam
ilusões e angústias
maquiavelicamente incomodava.

Como sem nada
esse pássaro
derrepentemente
volta-se ao sol
e um açoite
ecoa no ar.

O encarnado passou a desbotar
os homens com telhados de vidros
com famintos interesses
negam-se a amar
negam-se a compartilhar.

E nas batidas das asas
do grande pássaro
me vi leve e confuso
através do seu voar
que mesmo junto
no arco-íris,
daltônico...
tive que me acostumar
é solitário o caminhar.

Vai amigo pássaro
e voa para bem longe
e quem sabe um dia
um dia quem sabe
poderemos nos encontrar.

E nas batidas de tuas asas
torna-ciei forte
o velho encarnado
como o azul do MAR.

"E TODOS OS ESTILINGUES VIRARAM SUTIS VIDRAÇAS."




Beto Nazário.

MULHER NORDESTINA HEROÍNA DESDE MENINA

Mulher

A Mulher Nordestina
heroína desde menina
apregada a mainha
como quem não quer nada
abnegada,
aprende a lidar
lidar com a vida,
com a vida lidar.

No entardecer do dia
bem mais tarde do que podia
aniquilada, mais não menos forte
à sorte fica a indagar
se um dia antes de morrer
como uma criança
vai poder brincar.

Nasce já como adulta
criada na labuta
o labor..é seu maior amor

Desperta muito cedim
cantando como um passarim
olê mulher rendeira
olê mulher rendar,
será que um dia
antes de morrer
como uma criança
vou poder brincar?

A mulher Nordestina
é mesmo uma heroína
desde de menina.

Nasce como uma planta
morre como uma flor
sem pétalas, sem rimas
dar seus frutos ao mundo
mais não desatina.

A Mulher Nordestina
desde de menina
é incansávelmente
uma verdadeira heroína...

Beto NazÁrio