Loading...

Translate

Loading...

Pages

16 de mar de 2015

MEUS HERÓIS MORRERAM DE OVERDOSE E MEUS INIMIGOS QUEREM DE VOLTA O PODER

SALVAR O BRASIL DE QUEM?


Estamos passando por momentos no minimo paradoxal, pelas ruas de nosso país milhares de pessoas lotam as praças, manobradas e impulsionadas por uma imprensa tendenciosa, antenadas com as classes burguesas, alegando corrupção, contradizendo-se acima de tudo sobre o contexto.

Esses protestos começaram dias antes , denominado de panelaço.  Na verdade foi um ato deseperado contra o pronunciamento da Presidente Dilma, uma vez que, enquanto ela fazia seu pronunciamento em canal aberto, o que eles chamam de "povão" deveriam bater nas panelas em seus lares, e pelas ruas do Brasil. 

Entretanto, só foram vistos tais manifestos nos bairros da elite brasileira. 

Em Natal, houve adesão nas "casas populares", sim, nos condomínios de luxo , no Greentown, apartamentos
as margens da praia no Varandas do Atlãntico, no alto da Candelária, na humilde residencia do Senador José Agripino, como em tantas outras, oriundas das oligarquias tradicionais. 

Como foi nacionalmente divulgada pela própria Rede Globo, em COPACABANA, LEBLON e todos os nobres bairros do Brasil.

Esperava-mos ver tais protestos nas favelas, nos bairros menos favorecidos, no interior dos Estados e nada, claro que não, pois ESSES SÃO O POVÃO, são essas as famílias que realmente FORAM beneficiadas pelo Governo Federal.

Eles sabem o valor que tem todos os projetos sociais, sabem o valor de ter um filho numa faculdade se formando. 

Sabem bem o gosto amargo de viver as margem de uma sociedade, sem nenhuma oportunidade, e hoje , essas famílias tem seus filhos projetados no mercado de trabalho, participando diretamente da evolução sócio-econômico de nosso País.

Se Imaginavam que o povão iria participar desse PANELAÇO, com certeza se frustraram, todavia, esperavam uma revolta geral, o que não foi visto em hipótese alguma.

Mas que povo?

Encontrar nossos revolucionários virtuais, nas ruas, munidos das santas palavras dos que já estiveram lá "no poder", que por motivos plenamente "humanitários" (rsrs) desejam voltar ao chamado topo da cadeia de comando. 

É intrigante, pois já trazem um discurso fabricado, produto de uma mente sugestiva, essa que nos chamam para salvar a nossa pátria mãe gentil.

Mas salvar o Brasil de quem?

Quando voltava-mos para casa, num ponto de ônibus, fomos abordados por uma Pajero convencível, preta com rodões prateadas, e como num toque de mágica, as janelas que davam lado para a parada de ônibus se abriram, e um casal com camisas verde e amarelas, gritavam para o povo que ali estavam: 

,Vamos, nos sigam, a hora é essa de mudança, vamos ter de volta o nosso Brasil.

Num minuto, fiquei estático, pois esses que ali nos abordavam, com palavras de ordem, reivindicando o poder eram simplesmente das famílias tradicionais do Estado do RN.

Depois, como num toque de mágica, vieram outros apoteóticos carros, e de repente, sim, eram os Alves, os Máias,  os Agripinistas, os Aluizistas, como se estivessem orquestrados, nos abordavam , e novamente nos chamavam para salvar o Brasil.

Se bem lembramos, eram esses que estiveram no poder por longos e miseráveis anos para a população emergente, nunca deram vez ao povo, nunca nos cumprimentaram.

Hoje numa atitude no minimo duvidosa , maquiavelicamente, pedem nossa ajuda, nos pedem para que esqueçamos o passado, e novamente os ajudemos a recolocarem as nossas amarras, as nossas algemas e aquelas malditas censuras que a nós eram covardemente impostas por eles mesmos.

Agora me digam, salvar nosso Brasil de quem?

De que lado estar a "corôa" da moeda?  Pois a "cara" de pau já se tem os donos, visto que, os lobos estão todos em sutis peles de cordeiros, na espreita como sempre estiveram, aliciando o povo, para que esses mais uma vez os coloquem de volta ao poder, na almejada zona de conforto, que comumente chamamos de beneficies do sistema.

Com certeza essa equivocada mulher nunca esteve a procura de um parente ou de um filho que morto e teve seu corpo ocultado pelos "MILITARES" durantes os anos de trevas de Ditadura


Infelizmente o nível dos protestos exercido por alguns mostraram que o futuro político do Brasil estava mesmo em ultimo plano.

Sabemos que precisa-se tomar providências e a Presidenta Dilma tem que retomar as rédias do destino da nação urgentemente, mas achar que seria um motivo de impeachment é debochar literalmente do entendimento da população.


Muito cuidado meus irmãos, não sejam bobos, de trás do sol não ha nada de novo.


Tenho dito,


Beto Nazário



0 comentários:

POEMAS DE BETO NAZÁRIO (VIVA, MIL VEZES VIVAM)

Um viva aqueles
que indigestos são seus nomes
a mesa de quem nos governam
um viva aqueles sem nome
um viva aqueles que mesmo farto
morrem de fome.

Fome de justiça,
fome de quem não come,
fome do homem
fome da mulher
Fome mesmo daqueles que não quer.

Dos que fingem estar morto,
torto...
mais torto de desgosto
um viva aqueles
um viva literalmente pra eles.

Mais quando expressar-se "VIVA...",
digamos um viva aos mortos
e aos vivos.
pois dos mortos,
tiramos o néctar da flor,
sim aquela flor do amor
QUE MESMO FRÁGIL,
suporta o mal,
e sacoleja o mundo.

E quando abalados pelos caprichos,
que ousam bater em nossas portas.
gritamos viva aos desalentos,
gritamos viva ao descontentamento,
que diante do vento,
visto que certamente
mudará o caprichoso tempo,
e ecoará mais uma vez o NOSSO VIVA.
VIVA...
MIL VEZES VIVAM...


Beto Nazário.

POR ONDE ANDA MEU PÁSSARO

Hoje enquanto dormia
sonhava
que de passos leves caminhava
quando de longe
um grande pássaro
me acompanhava.

E nas batidas de suas asas
simbolizavam
ilusões e angústias
maquiavelicamente incomodava.

Como sem nada
esse pássaro
derrepentemente
volta-se ao sol
e um açoite
ecoa no ar.

O encarnado passou a desbotar
os homens com telhados de vidros
com famintos interesses
negam-se a amar
negam-se a compartilhar.

E nas batidas das asas
do grande pássaro
me vi leve e confuso
através do seu voar
que mesmo junto
no arco-íris,
daltônico...
tive que me acostumar
é solitário o caminhar.

Vai amigo pássaro
e voa para bem longe
e quem sabe um dia
um dia quem sabe
poderemos nos encontrar.

E nas batidas de tuas asas
torna-ciei forte
o velho encarnado
como o azul do MAR.

"E TODOS OS ESTILINGUES VIRARAM SUTIS VIDRAÇAS."




Beto Nazário.

MULHER NORDESTINA HEROÍNA DESDE MENINA

Mulher

A Mulher Nordestina
heroína desde menina
apregada a mainha
como quem não quer nada
abnegada,
aprende a lidar
lidar com a vida,
com a vida lidar.

No entardecer do dia
bem mais tarde do que podia
aniquilada, mais não menos forte
à sorte fica a indagar
se um dia antes de morrer
como uma criança
vai poder brincar.

Nasce já como adulta
criada na labuta
o labor..é seu maior amor

Desperta muito cedim
cantando como um passarim
olê mulher rendeira
olê mulher rendar,
será que um dia
antes de morrer
como uma criança
vou poder brincar?

A mulher Nordestina
é mesmo uma heroína
desde de menina.

Nasce como uma planta
morre como uma flor
sem pétalas, sem rimas
dar seus frutos ao mundo
mais não desatina.

A Mulher Nordestina
desde de menina
é incansávelmente
uma verdadeira heroína...

Beto NazÁrio