Loading...

Translate

Loading...

Pages

18 de dez de 2015

MILITAR PRA QUE?

Devemos socializar e humanizar nossa estrutura, caso contrario, estamos sob pena de desestimular nossos colaboradores.





As Polícias e Bombeiros Militar Para que?   Porque?


Marcha soldados...

- Não falo com civil louco...

Qual o sentido da postura militar na PM/BM para o convívio junto a sociedade civil? 






Porque se insiste tanto numa postura militar para PM e o Bombeiros militar?  Uma vez que, já foram banidas da mente da população qualquer situação que se mencione o retorno do regime militar.

Todas essas perguntas são indagadas diariamente ao nosso sistema, pois nossas Polícias, e Bombeiros, em suas academias, ainda são doutrinadas, treinadas dentro de uma óptica  militar, mesmo indo de encontro a opinião geral de toda uma sociedade. 

SEGURANÇA Aprovada na última Conferência Nacional de Direitos Humanos, proposta que pede o fim da vinculação das polícias militares às Forças Armadas vem recebendo o apoio de diversas organizações


Sociedade prejudicada 


A ligação das polícias às Forças Armadas tem raízes bem antigas, mas foi durante a ditadura civil-militar, em 1964, que essa vinculação se estreitou, derrubando ideias que pretendiam desmilitarizar de vez a polícia, como um projeto do então governador de São Paulo Jânio Quadros, na década de 1950. 


O Estado, chegou, inclusive, a manter por alguns meses uma comissão na Inglaterra para estudar a organização da polícia inglesa, a fim de instaurar, em São Paulo, uma polícia única e civil, com um segmento uniformizado que realizaria o trabalho nas ruas. “Essa foi uma ideia que não prosperou porque depois veio o golpe, que acabou com a Força Pública e com a Guarda Civil e criou a Polícia Militar. Então, ficou a Polícia Militar e a Civil”, recorda o jurista Hélio Bicudo. 




As más condições dada aos Policiais e Bombeiros Militares, para que se cumpram sua missão, impossibilita a aproximação junto a comunidade, visto que, seus próprios direitos como cidadão, são ceifados grosseiramente, tendo em vista, serem tratados de forma desumana, dentro dos quartéis, com alimentação de péssima qualidade. Faltam acompanhamento e amparo psicossocial, existem com uma carga horária excessiva de trabalho, fora, direitos trabalhistas que não existem para esses guerreiros.


HUMILHAÇÃO

Esse treinamento, que conjuga fortes regras hierárquicas e um tratamento repressor, muitas vezes humilhante, resulta, na opinião do jurista e integrante da comissão nacional de direitos humanos Hélio Pereira Bicudo em mais vítimas de ambos os lados.


Para se ter uma Polícia/BM cidadã, temos que no mínimo, passar a estabelecer junto a seus colaboradores um tratamento humanizado, que se respeite o homem, e garanta acima de tudo seus direitos, assim teremos por consequência, uma sociedade mais amparada, e bem guarnecida. Visto que, fora desse contexto teremos apenas um emaranhado de homens e mulheres fardados vítimas de um sistema cruel e desumano.



QUANDO NÃO SE VALORIZA O VALOR DE UMA INTERAÇÃO SOCIAL, CRIAMOS UM SISTEMA DE GATOS E RATOS .


Beto Nazário 






Tenho dito.




0 comentários:

POEMAS DE BETO NAZÁRIO (VIVA, MIL VEZES VIVAM)

Um viva aqueles
que indigestos são seus nomes
a mesa de quem nos governam
um viva aqueles sem nome
um viva aqueles que mesmo farto
morrem de fome.

Fome de justiça,
fome de quem não come,
fome do homem
fome da mulher
Fome mesmo daqueles que não quer.

Dos que fingem estar morto,
torto...
mais torto de desgosto
um viva aqueles
um viva literalmente pra eles.

Mais quando expressar-se "VIVA...",
digamos um viva aos mortos
e aos vivos.
pois dos mortos,
tiramos o néctar da flor,
sim aquela flor do amor
QUE MESMO FRÁGIL,
suporta o mal,
e sacoleja o mundo.

E quando abalados pelos caprichos,
que ousam bater em nossas portas.
gritamos viva aos desalentos,
gritamos viva ao descontentamento,
que diante do vento,
visto que certamente
mudará o caprichoso tempo,
e ecoará mais uma vez o NOSSO VIVA.
VIVA...
MIL VEZES VIVAM...


Beto Nazário.

POR ONDE ANDA MEU PÁSSARO

Hoje enquanto dormia
sonhava
que de passos leves caminhava
quando de longe
um grande pássaro
me acompanhava.

E nas batidas de suas asas
simbolizavam
ilusões e angústias
maquiavelicamente incomodava.

Como sem nada
esse pássaro
derrepentemente
volta-se ao sol
e um açoite
ecoa no ar.

O encarnado passou a desbotar
os homens com telhados de vidros
com famintos interesses
negam-se a amar
negam-se a compartilhar.

E nas batidas das asas
do grande pássaro
me vi leve e confuso
através do seu voar
que mesmo junto
no arco-íris,
daltônico...
tive que me acostumar
é solitário o caminhar.

Vai amigo pássaro
e voa para bem longe
e quem sabe um dia
um dia quem sabe
poderemos nos encontrar.

E nas batidas de tuas asas
torna-ciei forte
o velho encarnado
como o azul do MAR.

"E TODOS OS ESTILINGUES VIRARAM SUTIS VIDRAÇAS."




Beto Nazário.

MULHER NORDESTINA HEROÍNA DESDE MENINA

Mulher

A Mulher Nordestina
heroína desde menina
apregada a mainha
como quem não quer nada
abnegada,
aprende a lidar
lidar com a vida,
com a vida lidar.

No entardecer do dia
bem mais tarde do que podia
aniquilada, mais não menos forte
à sorte fica a indagar
se um dia antes de morrer
como uma criança
vai poder brincar.

Nasce já como adulta
criada na labuta
o labor..é seu maior amor

Desperta muito cedim
cantando como um passarim
olê mulher rendeira
olê mulher rendar,
será que um dia
antes de morrer
como uma criança
vou poder brincar?

A mulher Nordestina
é mesmo uma heroína
desde de menina.

Nasce como uma planta
morre como uma flor
sem pétalas, sem rimas
dar seus frutos ao mundo
mais não desatina.

A Mulher Nordestina
desde de menina
é incansávelmente
uma verdadeira heroína...

Beto NazÁrio