Loading...

Translate

Loading...

Pages

16 de jul de 2016

4ºBPM ZONA NORTE DE NATAL/RN, INCANSÁVEL NO COMBATE AO CRIME

DOIS DIAS DE MUITO TRABALHO PARA O COMANDANTE MAJOR LISBOA E SEUS GUERREIROS DO 4ºBPM, UMA GRANDE APREENSÃO, VÁRIAS PRISÕES E UMA TRANQUILIDADE MAIOR A POPULAÇÃO DA ZONA NORTE DE NATAL


Quinta feira dia 14 de julho, o grupo de inteligência do 4ºBPM  junto com a Força Tática 01, numa investigação, diga-se de passagem gloriosa, identificaram o paradeiro de uma carga de cigarros roubada da empresa Souza Cruz, cerca de (3.840) três mil oitocentas e quarenta carteiras de cigarros, avaliados em mais de R$60.000,0 sessenta mil reais, (26) vinte e seis caixas de papel para enrolar cigarros e (16) dezesseis caixas de fumo Trevo.


Parte da carga roubada estava dentro de uma residência na rua Germínio Benigno, 486, conjunto Vale Dourado, Bairro Nossa Senhora da Apresentação, e a outra parte na cantina São Luiz localizado na rua Santa Luzia, 1415, conjunto Vila Paraíso, Bairro do Igapó.


Foram conduzidos para a delegacia especializada Deprov, o proprietário do supermercado local onde foram localizados (04) quatro caixas do produto roubado, e o proprietário da residência onde foram localizados mais (06) seis caixas da referente carga de cigarros.


A quadrilha que realizou o roubo da carga não foram localizados, apenas um integrante da quadrilha foi preso e identificado, trata-se de José Cândido Ribeiro, mais conhecido como (Japonês), que conduzia um Celta vermelho de placa NNU 4311. O Japonês  tem passagem pela Delegacia especializada por roubo de cargas, e ficou preso a disposição da justiça.

Os proprietário da Cantina São Luiz localizado na rua Santa Luzia, Vila Paraiso 1415, e da residencia na rua Germínio Benigno, nº486, Vale dourado, ambos foram autuados em flagrante pelo crime de receptação de carga roubada.





Segundo o Comandante do 4ºBPM  Major PM Marcos Antonio de Oliveira Lisboa: "Temos uma das melhores tropa da Polícia do Estado do Rio Grande do Norte, policiais comprometidos, com um alto nível técnico profissional, saberemos reconhecer todos os esforços desempenhados por esses guerreiros (Praças e Oficiais), com elogios em suas fichas pessoais, todavia, não poderia em hipótese alguma ser diferente, pois aqui a pegada é essa, união, operações diárias, contínuas e necessárias..."





Tenho dito,


Beto Nazário













0 comentários:

POEMAS DE BETO NAZÁRIO (VIVA, MIL VEZES VIVAM)

Um viva aqueles
que indigestos são seus nomes
a mesa de quem nos governam
um viva aqueles sem nome
um viva aqueles que mesmo farto
morrem de fome.

Fome de justiça,
fome de quem não come,
fome do homem
fome da mulher
Fome mesmo daqueles que não quer.

Dos que fingem estar morto,
torto...
mais torto de desgosto
um viva aqueles
um viva literalmente pra eles.

Mais quando expressar-se "VIVA...",
digamos um viva aos mortos
e aos vivos.
pois dos mortos,
tiramos o néctar da flor,
sim aquela flor do amor
QUE MESMO FRÁGIL,
suporta o mal,
e sacoleja o mundo.

E quando abalados pelos caprichos,
que ousam bater em nossas portas.
gritamos viva aos desalentos,
gritamos viva ao descontentamento,
que diante do vento,
visto que certamente
mudará o caprichoso tempo,
e ecoará mais uma vez o NOSSO VIVA.
VIVA...
MIL VEZES VIVAM...


Beto Nazário.

POR ONDE ANDA MEU PÁSSARO

Hoje enquanto dormia
sonhava
que de passos leves caminhava
quando de longe
um grande pássaro
me acompanhava.

E nas batidas de suas asas
simbolizavam
ilusões e angústias
maquiavelicamente incomodava.

Como sem nada
esse pássaro
derrepentemente
volta-se ao sol
e um açoite
ecoa no ar.

O encarnado passou a desbotar
os homens com telhados de vidros
com famintos interesses
negam-se a amar
negam-se a compartilhar.

E nas batidas das asas
do grande pássaro
me vi leve e confuso
através do seu voar
que mesmo junto
no arco-íris,
daltônico...
tive que me acostumar
é solitário o caminhar.

Vai amigo pássaro
e voa para bem longe
e quem sabe um dia
um dia quem sabe
poderemos nos encontrar.

E nas batidas de tuas asas
torna-ciei forte
o velho encarnado
como o azul do MAR.

"E TODOS OS ESTILINGUES VIRARAM SUTIS VIDRAÇAS."




Beto Nazário.

MULHER NORDESTINA HEROÍNA DESDE MENINA

Mulher

A Mulher Nordestina
heroína desde menina
apregada a mainha
como quem não quer nada
abnegada,
aprende a lidar
lidar com a vida,
com a vida lidar.

No entardecer do dia
bem mais tarde do que podia
aniquilada, mais não menos forte
à sorte fica a indagar
se um dia antes de morrer
como uma criança
vai poder brincar.

Nasce já como adulta
criada na labuta
o labor..é seu maior amor

Desperta muito cedim
cantando como um passarim
olê mulher rendeira
olê mulher rendar,
será que um dia
antes de morrer
como uma criança
vou poder brincar?

A mulher Nordestina
é mesmo uma heroína
desde de menina.

Nasce como uma planta
morre como uma flor
sem pétalas, sem rimas
dar seus frutos ao mundo
mais não desatina.

A Mulher Nordestina
desde de menina
é incansávelmente
uma verdadeira heroína...

Beto NazÁrio